Há cerca de 4.000 residentes que procederam à abertura de contas, no âmbito das actividades do “Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça”

3 de Novembro de 2021

Nas primeiras duas semanas depois da sua entrada em funcionamento, as actividades no âmbito do Projecto-piloto denominado por “Gestão Financeira Transfronteiriça” da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau (“Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça”) correram dentro da normalidade e, até ao momento, há cerca de 4.000 residentes do Interior da China e de Macau que procederam à abertura de contas e foram registadas cerca de 900 transacções.

Actualmente, existem oito bancos de Macau que participam nas actividades do “Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça”, incluindo a Sucursal de Macau do Banco da China, Limitada, a Sucursal de Macau do “Bank of Communication Co., Ltd.”, a Sucursal de Macau do Banco de Construção da China, S.A., a Sucursal de Macau do Banco de Guangfa da China, S.A., a Sucursal de Macau do Banco CMB Wing Lung, Limitada, Banco Industrial e Comercial da China (Macau), S.A., o Banco Luso Internacional, S.A., bem como o Banco Tai Fung, S.A. que acabou de ser autorizado para o exercício das actividades no âmbito deste projecto. A lista dos correspondentes bancos locais e os seus bancos cooperantes do Interior da China encontra-se disponível na página especial do “Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça” da AMCM.

Nas primeiras duas semanas do exercício das actividades, este projecto contou com a participação de cerca de 4.000 residentes de Macau e do Interior da China, dentre estes, houve cerca de 300 investidores do Interior da China que realizaram as “Transacções em Direcção ao Sul”, enquanto o número dos investigadores que realizaram as “Transacções em Direcção ao Norte” ascendeu a cerca de 3.600 residentes de Macau. Ora, no âmbito das “Transacções em Direcção ao Sul” e “Transacções em Direcção ao Norte”, o número acumulado das transacções realizadas cifrou-se, aproximadamente, em 900 transacções, dentre estas transacções, cerca de 15% são transacções decorrentes da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin, reflectindo que o projecto é bem acolhido pelo mercado.

Informações respeitantes à abertura de contas destinadas às “Transacções em Direcção ao Norte” e ao processo de realização de investimento

Informações respeitantes à abertura de contas destinadas às “Transacções em Direcção ao Sul” e ao processo de realização de investimento

Por sua vez, no contexto das «Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau», o “Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça” constitui uma iniciativa relevante e uma medida inovadora para a implementação do «Parecer relativo ao apoio financeiro na construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau» dos quatro ministérios e comissões estatais respeitante à promoção da facilitação de investimento transfronteiriço individual dos residentes da Grande Baía e ao impulsionamento da interligação e interconexão dos mercados financeiros da Grande Baía, dinamizando-se o desenvolvimento das actividades de gestão de fortunas de Macau, no sentido de reforçar o contributo do sector financeiro moderno em relação à diversificação adequada da economia local.

Para quaisquer informações acerca do “Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça”, podem visitar a zona específica do “Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça” da página electrónica da AMCM, telefonar para a linha aberta da AMCM: 2856 8856, durante o horário de expediente, ou contactar os bancos envolvidos neste Projecto.

Código “QR” da página especial do “Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça”

P1

P2

Foto 1-2: Continua a verificar-se a comparência dos residentes nos bancos para procederem às formalidades respeitantes à abertura de contas destinadas às actividades, no âmbito do “Projecto de Gestão Financeira Transfronteiriça”


Última revisão: 2021-11-05 14:22:26