As instituições financeiras estão em preparativos pro-activos para actualização, por conta dos comerciantes, do serviço de pagamento agregado sob a sigla “Simple Pay”

27 de Janeiro de 2021

Com vista a articular-se com o lançamento do serviço de pagamento agregado sob a sigla “Simple Pay”, a decorrer no primeiro trimestre do ano em curso, os bancos e as instituições de pagamento encontram-se prestes a promover os correspondentes trabalhos, nomeadamente a prestação de esclarecimentos junto dos comerciantes, as alterações dos contratos de prestação de serviço, a actualização dos terminais anteriormente instalados, bem como a realização de testes sobre a carga do sistema, etc.., dando início aos serviços de “pagamento agregado através da apresentação do “QR code” do consumidor”, em regime experimental.

A primeira fase do “Simple Pay” consiste no lançamento em funcionamento do “pagamento agregado através da apresentação do “QR code” do consumidor”, as transacções são realizadas, desde que os residentes tenham apresentado aos comerciantes que aceitam o serviço de pagamento agregado sob a sigla “Simple Pay”, um dos meios de pagamento no formato “QR code” existentes em Macau, enquanto que a próxima fase reside no lançamento do “pagamento agregado efectuado através de “scan” de “QR-Code” da empresa”, ou seja, os residentes podem realizar o “scan” do “QR-Code” em suporte apresentado nas lojas, através de quaisquer meios de pagamento por leitura de “QR code” lançados em Macau, para efeitos de pagamento.

Os bancos e as instituições de pagamento estão a promover, de modo ordenado, os preparativos decorrentes do serviço de pagamento agregado sob a sigla “Simple Pay”

Recentemente, os bancos e as instituições de pagamento têm vindo a promover, de forma ordenada, os preparativos de diversa natureza que integram a primeira fase deste projecto, ou seja, o “pagamento agregado através da apresentação do “QR code” do consumidor”, a qual compreende o desenvolvimento, de maneira faseada, de contactos com os comerciantes para prestação de esclarecimentos relativos ao serviço de pagamento agregado sob a sigla “Simple Pay”, a alteração dos contratos de prestação de serviços celebrados com os comerciantes, a actualização dos terminais anteriormente instalados, bem como a activação dos aparelhos que permitem a aceitação de todos os meios de pagamento locais em “QR code”, os quais permitem a articulação com o lançamento em funcionamento da fase experimental deste projecto e constituem condições que contribuem para que os serviços sejam lançados de forma apropriada. Durante este processo, as instituições darão respostas detalhadas em relação às questões e dúvidas apresentadas pelos comerciantes no que respeita à activação dos serviços e à actualização dos aparelhos.

No âmbito dos testes sobre a carga do sistema a realizar pelas instituições em resposta ao lançamento do serviço de pagamento agregado sob a sigla “Simple Pay”, a AMCM procedeu, na primeiro fase do projecto, a uma agregação de todos os dados facultados por uma variedade de instituições, em relação ao volume médio e máximo de transacções, ao seu desempenho e dados da rede de pagamentos electrónicos, que constituem a base de referência para realização de testes de pressão, por parte das instituições financeiras, no âmbito do “Simple Pay”, o que permite uma avaliação mais precisa, acautelando o planeamento e a gestão dos recursos do sistema. Em simultâneo, as instituições devem enviar à AMCM, os relatórios de testes de resistência de acordo com as exigências desta Autoridade, além da obrigatoriedade de garantir a segurança dos dados dos clientes, de rever regularmente as necessidades manifestadas pelos seus negócios, bem como a evolução verificada no uso dos seus próprios recursos do sistema, optimizando, de maneira adequada, a carga do sistema e assegurando a disponibilidade contínua e permanente dos serviços.

O serviço de pagamento agregado sob a sigla “Simple Pay” promove a interligação e a interconexão dos sistemas de pagamento próprios dos bancos e das instituições de pagamento

Com efeito, o serviço de pagamento agregado “Simple Pay” constitui uma iniciativa que tem por finalidade promover a cooperação dos bancos e das instituições de pagamento que facultam os serviços de pagamento em “QR Code” locais, bem como a interligação e interconexão dos seus sistemas de pagamento. Aliás, na primeira fase, mediante a actualização dos terminais actualmente existentes, os comerciantes podem aceitar todos os meios de pagamento locais e apresentados neste formato, sendo que os terminais continuam a aceitar outras formas de pagamento presentemente aceites, como por exemplo, os cartões de crédito, o pagamento de indução NFC, as carteiras electrónicas do exterior detidas pelos turistas. Assim, verifica-se a introdução de uma nova funcionalidade que permite a identificação automática dos diversos meios de pagamento existentes em Macau e apresentados em “QR code” em virtude da actualização dos respectivos aparelhos, mantendo-se inalteradas as operações anteriormente adoptadas.

Para prestação de quaisquer esclarecimentos relativos ao “Simple Pay”, queiram por favor contactar as instituições financeiras que disponibilizam este serviço, ou consultar a página electrónica temática de pagamento agregado, sob a sigla “Simple Pay”

(https://www.amcm.gov.mo/pt/news-and-announcements/simplepay).

Autoridade Monetária de Macau
27 de Janeiro de 2021

Foto 1: Informações relativas ao contacto das instituições financeiras

Foto 2: “QR code” da página electrónica temática de pagamento agregado, sob a sigla “Simple Pay”

Foto 3 e 7:     Apresentação, pelos funcionários dos bancos e das instituições financeiras junto dos comerciantes, acerca do serviço de pagamento sob a sigla “Simple Pay”

Última revisão: 2021-01-28 11:32:54