A AMCM alerta o público relativamente às burlas telefónicas que aparentam ser provenientes dos bancos bem como burlas com aplicações para telemóvel

30 de Setembro de 2021

Tendo em atenção que dois bancos de Macau verificaram a existência de situações de burlas telefónicas que fingem ser dos bancos e de burlas com aplicações para telemóvel, a Autoridade Monetária de Macau (AMCM) exigiu aos bancos em causa para emitir avisos, alertando o público para prestar atenção e evitar a fuga de dados pessoais, de modo a evitar situações de burla e prejuízos desnecessários.

Na esteira de uma exigência da AMCM, o Banco da China, Limitada, Sucursal de Macau publicou um aviso sobre a prestação de atenção relativa às situações de burlas telefónicas que fingem ser deste banco, e que procuram recolher ilicitamente informações pessoais dos cidadãos.

Na esteira de uma exigência da AMCM, o Banco Comercial de Macau, S.A. publicou na sua página electrónica (https://www.bcm.com.mo/) um aviso sobre a prestação de atenção relativa às situações de burlas com aplicações para telemóvel. 

A AMCM alerta o público para ter atenção ao facto de as instituições financeiras nunca solicitarem aos seus clientes a prestação de informações pessoais (nomeadamente, senhas de acesso e senhas de uso único), com recurso a telefonemas, emails ou SMS, nem solicitam aos mesmos que procedam a um login da sua página electrónica para realização de transacções, através de “hyperlinks” disponíveis nas mensagens por via de SMS ou de email. As aplicações oficiais para telemóvel devem ser descarregadas através dos meios facultados pelas instituições financeiras, com o intuito de evitar infecção por programas maliciosos ou riscos de fuga de dados pessoais.

Nas situações em que se verifique uma circunstância de prestação de informações pessoais ou de realização de transacções através dos meios supramencionados, as pessoas envolvidas devem contactar de imediato os bancos e a Polícia Judiciária.


Última revisão: 2021-09-30 16:18:42