Os bancos asseguram os trabalhos relacionados com a prevenção da epidemia e o fluxo de atendimento dos clientes, de modo a optimizar, de forma contínua, as medidas e os procedimentos adoptados

26 de Julho de 2022

A fim de articular com as medidas de prevenção da epidemia adoptadas pelo Governo da RAEM, os bancos de Macau, durante o “período de consolidação” vigente nesta semana, afetam determinados trabalhadores para prestação de serviços aos clientes com necessidades urgentes no que respeita a serviços financeiros limitados, através de abertura de certas agências.

Neste sentido, a AMCM tem vindo a manter uma estreita comunicação com a Associação de Bancos de Macau e coordenou com todos os bancos de Macau a adopção de medidas eficazes, em matéria de prevenção da epidemia e de fluxo de atendimento dos clientes.

Aliás, constatou-se que, hoje (dia 26) de manhã, antes da abertura das instalações, os bancos designaram determinados funcionários para distribuir, no local, senhas aos clientes que estavam a aguardar o seu atendimento e adoptaram medidas de triagem, de modo a evitar a aglomeração de pessoas que permanecem nas instalações, pelo que se verificou uma boa ordem em todas as agências, neste período.

A AMCM reitera que as agências dos bancos podem apenas prestar serviços limitados nesta fase, uma vez que as mesmas devem respeitar as Orientações de prevenção da epidemia durante o “período de consolidação”, nomeadamente no que respeita ao número de trabalhadores abrangidos pelas medidas sobre as deslocações para trabalho (ida para o local de trabalho e regresso deste), bem como pelas restrições ao fluxo de pessoas em espaços fechados.

Por sua vez, a AMCM exigiu aos bancos que adoptem providências respeitantes ao fluxo de pessoas, incluindo a criação de balcões especiais para idosos, tendo ainda apelado à generalidade do público que utilize, tanto quando possível, os serviços “online” ou de auto-atendimento disponibilizados pelos bancos durante o "período de consolidação".

Caso necessite de se deslocar pessoalmente às agências, os residentes podem contactar, em primeiro lugar, o seu banco, solicitando informações relativas às agências “abertas” e aos tipos de serviços a prestar. Nas situações em que se verifiquem grandes fluxos de pessoas, recomenda-se aos residentes que saiam, temporariamente, das instalações dos bancos, depois de obter a senha distribuída e, em seguida, regressem, na hora indicada na senha, para acompanhamento do seu assunto, que se reputa como necessário.

26 de Julho de 2022



Última revisão: 2022-07-27 10:11:28