As autoridades de Hengqin e Macau realizaram, conjuntamente, a sessão de esclarecimentos e de promoção das políticas relativas a obrigações

25 de Fevereiro de 2022

As “Medidas Especiais de Apoio lançadas pela Zona de cooperação aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin aplicáveis às empresas na emissão de obrigações em Macau (Provisórias)”, elaboradas pela Comissão Executiva da “Zona de cooperação aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin (Zona de cooperação aprofundada)” entrarão em vigor no dia 1 de Março de 2022. A fim de possibilitar uma cabal compreensão por parte das empresas do Interior da China no que respeita aos requisitos de candidatura ao programa de apoio, à situação actual do mercado obrigacionista de Macau e ao processo de emissão de obrigações em Macau, a Direcção dos Serviços de Desenvolvimento Financeiro da Zona de cooperação aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin (DSDF) realizou hoje (dia 25) uma sessão de esclarecimentos e de promoção sobre as políticas relativas a obrigações na Zona de cooperação aprofundada, que contaram com a participação da Autoridade Monetária de Macau (AMCM) e da Central de Depósito e Liquidação de Valores Mobiliários de Macau Sociedade Unipessoal Limitada, entre outras, a convite da DSDF, de modo a prestar informações e esclarecimentos aos representantes de várias empresas com sede na Zona de cooperação aprofundada.

Desenvolvimento de cooperação pro-activa com a Zona de cooperação aprofundada, no sentido de promover a diversificação adequada da economia de Macau

Segundo a apresentação da DSDF da Zona de cooperação aprofundada, a indústria financeira constitui uma das “quatro” principais indústrias desta Zona, a qual disponibiliza uma base muito sólida, favorável ao desenvolvimento do sector financeiro moderno de Macau. No decorrer da referida sessão, a DSDF prestou informações muito detalhadas acerca das vertentes mais importantes das medidas de apoio em análise, nomeadamente as relativas aos beneficiários do apoio, ao valor do apoio, etc..

Seguidamente, a AMCM apresentou a situação geral do mercado obrigacionista em Macau e explicou detalhadamente informações respeitantes aos procedimentos de concessão de autorização dos pedidos de emissão de obrigações em Macau, ao respectivo processo de aprovação, aos elementos necessários para os instruir, etc.. Desde a primeira emissão de obrigações em Macau, em Dezembro de 2018, foram emitidas e colocadas no mercado 94 obrigações, cujo valor ascendeu a cerca de 282 mil milhões de patacas. Actualmente, as infra-estruturas financeiras do mercado de obrigação, as respectivas leis e regulamentos complementares, as disposições fiscais e a formação de talentos na área financeira etc. encontram-se em fase de aperfeiçoamento, o qual decorre de forma acelerada.

A Central de Depósito e Liquidação de Valores Mobiliários de Macau Sociedade Unipessoal Limitada  apresentou a situação actual da  Central de Depósito de Valores Mobiliários de Macau (CSD), desde o seu funcionamento em meados de Dezembro do ano passado, a qual tem vindo a prestar serviços no que respeita ao registo, compensação, liquidação, depósito e a outros serviços de obrigações.

As empresas participantes reconheceram as vantagens das respectivas políticas, dando prioridade à solução de emitir obrigações em Macau

Depois da sessão de esclarecimentos e de promoção, as empresas participantes e os oradores principais trocaram, aprofundamente, ideias acerca de determinados detalhes, tais como a emissão de obrigações em Macau, a apresentação de pedidos de candidatura ao apoio financeiro a conceder pela Zona de cooperação aprofundada. Segundo as empresas participantes, através desta actividade, as empresas ficaram a compreender e a obter mais informações sobre o desenvolvimento do mercado obrigacionista de Macau e as políticas de apoio providenciadas pela Zona de cooperação aprofundada. Para o futuro, de entre as vantagens que se podem obter, é dada a prioridade à emissão de obrigações em Macau, no sentido de aproveitar, de forma plena, as medidas e as políticas lançadas pela Zona de cooperação aprofundada, bem como as vantagens de Macau no que respeita aos custos de financiamento reduzidos.

Foto 1:   O Director Interino da Direcção dos Serviços de Desenvolvimento Financeiro da Zona de cooperação aprofundada, Dr. Chi Tenghui fez uma apresentação sobre a situação actual do desenvolvimento do sector financeiro na Zona de cooperação aprofundada

Foto 2:   A Directora-Adjunta do Departamento de Desenvolvimento Financeiro da AMCM, Dra. Lao A Kun fez uma apresentação sobre a situação geral do mercado obrigacionista de Macau

Foto 3.   Troca aprofundada de ideias com os representantes das empresas

Última revisão: 2022-03-01 11:58:02